Edição bilingue de “A Semente na Neve” de Ángel Campos Pámpano apresentada no MEIAC de Badajoz

No próximo dia 19 de fevereiro, às 18h, apresentar-se-á no MEIAC de Badajoz, numa cerimónia de homenagem ao décimo aniversário da morte do poeta “sanvicenteño”, a edição bilingue de “La semilla en la nieve” de Ángel Campos Pámpano.

A presente edição conta com uma tradução do colaborador da “Oficina” Luis Leal e com a revisão de outro colaborar deste projeto, Pedro L. Cuadrado.

Com o selo editorial da “Editora Regional de Extremadura”, esta é uma das obras de referência de Ángel Campos Pámpano, contando nesta edição bilingue com um prólogo da autoria de Nuno Júdice.

“La semilla en la nieve/A semente na neve” – Ángel Campos (trad. Luis Leal)

Apresentação de Antonio Sáez Delgado na Aula de Poesía Díez-Canedo

Antonio Sáez Delgado é um dos mais importantes divulgadores da língua e da cultura portuguesa no espaço da “hispanidade” (e não só). Para além das suas facetas como académico e tradutor literário, Antonio é um reconhecido poeta com largos anos de versos às costas entre Portugal e Espanha. Amanhã, na Aula de Poesia Díez-Canedo de Badajoz, poderemos, na primeira pessoa, ouvi-lo a ler-nos e a falar-nos sobre a sua faceta lírica como poucos podem e conseguem!

A não perder!

Divulgação em espanhol: Presentación de “pedal(e)ar” de Luis Leal ( 12 de junio, MEIAC de Badajoz)

Divulgação em espanhol:

Luis Leal, cronista, poeta y dinamizador cultural eborense radicado en España, presenta su nuevo libro de poesía bilingüe pedal(e)ar el día 12 de junio, a las 20:30, en el MEIAC de Badajoz. El acto, incluido en las celebraciones del Día de Portugal, contará con la presentación del profesor, escritor y traductor Antonio Sáez Delgado.

Previamente, a las 20:00, se inaugurará en el MEIAC la exposición de grabados de la reconocida pintora portuguesa Vieira da Silva, inspirados en poemas del poeta francés René Char, en cuya traducción Luis Leal ha colaborado.

Presentación de “pedal(e)ar” de Luis Leal (12 de junio, MEIAC)

14º Terras sem Sombra, Festival do Baixo Alentejo (Elvas, 19 e 20 de Maio)

José António Falcão, historiador de arte e diretor-geral do “Festival Terras sem Sombra”, a sua equipa e todos os parceiros desta iniciativa, prendam o entorno raiano da cidade de Elvas com este belíssimo programa. 19 e 20 de maio. A não perder!

Apresentação “De nómadas e guerreiros” de Elías Moro

A casa do nómada é o movimento, como a do guerreiro é a fragilidade da paz. A morada de Elías Moro é a poesía e a sua generosidade convidou o nosso colaborador, Luis Leal, a visitá-lo na próxima quinta-feira, para apresentar o seu novo livro “De nómadas y guerreros”. Será uma honra acompanhá-lo… Estão todos convidados!

Aqui vos deixamos uma tradução de um dos poemas do livro:

ORAÇÃO DOS CONDENADOS – Elías Moro

Sempre estamos perante ti,
sempre estamos sobre ti…

Protege-nos, Céu e Terra,
da morte que nos ronda.

in «De nómadas y guerreros», p.31

(Trad. Luis Leal)

De nómadas y guerreros

Encontro com o escritor David Machado (21/III/2018), dinamizado pelo IES Rodríguez Moñino de Badajoz

Mais uma boa notícia que nos orgulhamos de apoiar e divulgar. O conhecido escritor português David Machado (Prémio União Europeia para a Literatura 2015) vem até Badajoz para um “encontro literário” com os alunos de língua portuguesa do IES Rodríguez Moñino. No entanto, quem tiver interesse em assistir pode entrar em contacto com a comissão organizadora. 

XI Jornada de Lengua y Cultura Lusófona (Organização da APPEX)

No próximo dia 28 de outubro, a nossa colaboradora Elsa Lopes vai dar um “cheirinho” na “XI Jornada de Língua e Cultura Lusófona”, organizada pela Associação de Professores de Português da Extremadura (APPEX). Se estiverem por Mérida, ou lá quiserem dar um saltinho, esta iniciativa, “Comer e falar é só começar”, tal como todo o programa, promete!

É já no próximo fim-de-semana a atividade “Leiria, terra de música e poesia, onde o Lis se apaixonou pelo Lena”!